Vamos Preservar o Tucunaré

O Tucunaré, é um peixe esportivo, reconhecido mundialmente como o grande embaixador da pesca esportiva brasileira, notadamente na bacia amazônica que atrai todo ano pescadores esportivos, inclusive do estrangeiro. 

 

Todo ano esta espécie, movimenta toda uma cadeia produtiva (industria de material, lojas de material de pesca, hoteis, pousadas, transporte aéreo e terrestre, guias de pesca, etc,). Entretanto, a cada ano a sua população decai em função da forte pressão de extração. 

 

Para a pesca esportiva, assim entendida a modalidade de pesque e solte, torna-se fundamental a proteção de algumas espécies, dentre elas, o TUCUNARÉ. Somente um tucunaré vivo pode procriar e aumentar de tamanho, atraindo para o Brasil grande geração de riqueza e emprego, como fizeram vários países como a Argentina na preservação do dourado e que atrai todo ano milhares de brasileiros. 

 

Não se trata de uma exclusão de toda a pesca, pois todos os segmentos devem ter seu valor, seja a comercial, a ribeirinha ou mesmo a amadora. Mas sim, da proteção de algumas espécies, que podem atrair o turismo sustentável e gerar empregos, principalmente para as comunidades ribeirinhas e mais afastadas dos grandes centros. 

 

Assim, a ANEPE (Associação Nacional de Ecologia e Pesca Esportiva), representante da cadeia produtiva da pesca esportiva, solicita seu apoio neste manifesto para que seja entregue para as autoridades públicas e políticas, para mostrar o tamanho desta importante cadeia da pesca esportiva.

 

Vamos apoiar o S.O.S Tucunaré.

 

Assinado, Associação Nacional de Ecologia e Pesca Esportiva

  

PARA ASSINAR E PARTICIPAR CLIQUE AQUI!!!

 

 fonte: http://revistapescaecompanhia.uol.com.br/fique-por-dentro/sos-tucunare/

 Homem de 39 anos pode pegar de um a três anos de detenção 

Um pescador profissional foi flagrado na tarde desse domingo, 28, com 18 kg de pintado, todos fora de medida, nas proximidades de Naviraí (MS). Ele foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil, onde pagou fiança para se livrar da prisão, mas não escapou da multa administrativa de R$ 1060.

A Polícia Militar Ambiental do Mato Grosso do Sul apreendeu do pescador o barco, um motor de popa, dois molinetes com varas e cinco varões de bambu com anzóis de galho.

Um processo de crime ambiental foi aberto. Se condenado, o homem, de 39 anos, pode pegar de um a três anos de detenção. 

Fonte: http://revistapescaecompanhia.uol.com.br/fique-por-dentro/pescador-leva-multa-de-r-1-mil-por-pescar-18-kg-de-pintados-fora-de-medida/#     

Contato

mapahome

Av. Paulista, 475 - 3º andar

Bela Vista - São Paulo /SP

Tel: (11) 2149-0590 / 2149-0565

JoomShaper