DRONE PERMITE FLAGRANTE DE PESCA PRESATÓRIA EM ÁREA DE CORREDEIRA

 

Homem estava pescando em local proibido e com petrecho ilegal

Policiais Militares Ambientais de Coxim, que trabalham na operação Dia do Trabalhador, estão utilizando um drone na fiscalização. De acordo com a assessoria da imprensa, no município, a PMA tem dificuldades de prender pescadores que praticam pesca predatória, já que eles acabam sendo avisados sobre ações da PMA, por meio de aplicativos de mensagem no celular e até fogos de artifícios. Os alertas são feitos geralmente durante o trajetos dos policiais do quartel - no centro da cidade - até o local das ocorrências.

Ontem (29), uma equipe ficou de longe e usou um drone para identificar pessoas que estariam pescando em uma corredeira, a 40 km da cidade, denominada “Cachoeira das Palmeiras”, no rio Taquari, onde a pesca é proibida.

As imagens mostraram um pescador em uma embarcação, pescando com uma fisga, petrecho de uso ilegal. Os peixes capturados eram colocados em uma sacola dentro do barco. Duas pessoas estavam juntas com o infrator.

A equipe foi ao local e localizou o infrator, de 39 anos, morador da cidade. De acordo com as informações da assessoria, o pescador se recusou a identificar as duas pessoas e também não entregou aos policiais o petrecho ilegal utilizado na pescaria e nem a sacola com o pescado capturado. O barco e o motor utilizados foram apreendidos e entregues à Delegacia de Polícia Civil, juntamente com as imagens que identificam o homem praticando o crime de pesca predatória.

O infrator foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 1.000. Ele também responderá por crime ambiental de pesca predatória e pegar uma pena de um a três anos de detenção. Caso sejam identificadas, as duas pessoas que estavam na pescaria também responderão pelo crime e serão multadas.

A pesca a menos de 200 metros a montante e a jusante de cachoeiras e corredeiras é proibida, bem como a captura de peixes com petrechos proibidos. O termo jusante significa vazante, para o lado da foz, ou seja, toda água que desce para a foz do rio é a jusante e a montante é a parte acima, de onde vêm as águas. Este ponto referencial pode ser uma cidade às margens do rio, uma barragem, uma cachoeira, um afluente, uma ponte.

Fonte: http://www.capitalnews.com.br/cotidiano/drone-permite-flagrante-de-pesca-predatoria-em-area-de-corredeira/316448

Contato

mapahome

Av. Paulista, 475 - 3º andar

Bela Vista - São Paulo /SP

Tel: (11) 2149-0590 / 2149-0565

JoomShaper